Ciência sem Fronteiras

Ciência para o desenvolvimento

Uma parceria para promover o desenvolvimento do Brasil por meio da ciência

Este é o objetivo do Programa Ciência sem Fronteiras, criado em 2011 pelo Governo Federal. Comprometida com o impacto positivo que o desenvolvimento da ciência pode trazer para diversas áreas da sociedade, a Fundação Lemann se tornou parceira do Ciência sem Fronteiras em 2012. Desde então, conseguiu implementar o Ciência sem Fronteiras nas universidades Harvard, Stanford, Columbia, Yale, Illinois (Urbana-Champaign), UCLA e MIT.

Além disso, oferece bolsas complementares a estudantes contemplados pelo programa Ciência sem Fronteiras nessas universidades, facilita o estabelecimento de pontes acadêmicas, realiza seminários internacionais e promove encontros e a formação de uma rede entre os bolsistas.

O Ciência sem Fronteiras

O Ciência sem Fronteiras é um programa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC). Todo o processo de seleção e concessão das bolsas Ciência sem Fronteiras é administrado exclusivamente por meio de suas respectivas instituições de fomento à pesquisa – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Já são mais de 100 mil alunos de graduação e pós-graduação das áreas de exatas, biológicas e tecnologia. A aproximação entre universidades brasileiras e instituições de excelência no mundo tem aumentado a cada ano e potencializado a ação de pesquisadores em rede.

O Ciência sem Fronteiras financia diferentes modalidades de estudos. Saiba quais.

Algumas dessas modalidades são elegíveis ao programa de apoio da Fundação Lemann ao Ciência sem Fronteiras, que se dá através da concessão de bolsas complementares.

Quero receber a bolsa complementar

Para receber a bolsa complementar da Fundação Lemann, o estudante precisa:

 

Dependendo do tipo de programa que será cursado, você deve seguir procedimentos específicos - veja mais informações neste link.

Os estudantes contemplados pela bolsa complementar são selecionados pela Capes/CNPq.